sexta-feira, 16 de outubro de 2009

MULHER POETISA


MULHER POETISA

de
Maria Zélia Gomes


Pudesse este
Meu olhar
Cavalgar a
Luz do luar
Trazer diáfana
A brisa …
Iria pedir
Ao vento
Raios breves
De alento
Neste doce
Pensamento
De mulher e …
Poetisa!

3 comentários:

  1. Mulher Poetisa




    Estância - se, 19 de outubro de 2009.



    Olhar profundo,
    Farol marinho,
    Dentro do mundo,
    Em cada ninho,
    Mulher poetisa
    No traço avisa
    Que o seu fervor
    Em pensamento
    Tem um lamento
    Com mais amor!

    Tem um sorriso,
    Tem uma alma
    Com mais juízo
    E muita calma...
    Mulher poetisa
    Em sonho visa
    Um beija-flor,
    Com cortesia,
    Com alegria
    Beijando a dor!









    Tarcísio Ramos

    ResponderEliminar
  2. Obrigada amiguinho por teres vindo dar uma "vista de olhos" ao meu blog e deixares, MARAVILHOSAMENTE, um poeminha teu de que gostei imenso!
    Lindo ... bem "construído" ... sentido ... uma maravilha de poema que me tocou e estou aqui para te dar os PARABÉNS pelo mesmo!
    Traz mais ... acredito que a inspiração sempre te acompanha, pois do que me deste a ler, é muito bom!
    Volta mais vezes amigo ... terei todo o prazer em "ler-te"!
    Um beijinho muito amigo desta velhota amiga
    Maria Zélia Gomes

    ResponderEliminar