sexta-feira, 31 de maio de 2013

AI TANTAS NOITES SEM SONO



AI TANTAS NOITES SEM SONO 


de
Maria Zélia Gomes


Ai tantas noites sem sono

“Jogada” ao abandono

No calor da noite escura 

Avança a madrugada

Buscando a alvorada

E eu continuo … insegura 


E nessas noites sem fim

Se a tristeza mora em mim

Magoando o coração 

As minha noites sem sono

Lembram “cãozinho sem dono” 

Morrendo … de solidão!
              08.06.2007

1 comentário:

  1. Amiga, já passei muitas noites assim!
    Um lindo final de semana!
    Beijos
    Amara

    ResponderEliminar